quinta-feira, 18 de junho de 2015

CORALINE - NEIL GAIMAN


Titulo: Coraline

Autor: Neil Gaiman
Tradução: Regina De Barros Carvalho
Ilustração: Dave McKean
Editora: Rocco
Ano: 2003
Páginas: 155









"Porque  disse ela  quando você tem medo e faz mesmo assim, isso é coragem."  
Olá, pessoinhas! Como estão? O post de hoje é sobre Coraline. Esse livro é incrível e um dos meus favoritos. ♥

O livro conta a história de Coraline, uma menina esperta, curiosa e que gosta muito de aventuras. Ela acaba de se mudar com seus pais para um casarão antigo que foi dividido em várias partes. Os apartamentos são ocupados pela família de Coraline, um velho maluco que treina um circo de ratos e duas velhas vizinhas, que no passado foram atrizes e que são fascinadas por cachorros.


Os pais de Coraline trabalham em casa, portanto estão sempre presentes, mas não dão a atenção que Coraline deseja. Para se distrair, Coraline conhece seus vizinhos, explora o jardim do casarão, encontra o poço que fora avisada que é perigoso e conhece um estranho gato preto que vive por ali.

Em uma certa tarde chuvosa, proibida por sua mãe de sair de casa e se sentindo muito entediada, Coraline decide continuar a exploração e seu pai sugere que ela explore a casa.

Durante a exploração Coraline encontra uma porta que parecia nunca ter sido notada por ninguém da casa. Curiosa, pede para sua mãe abrir a porta, e esta dá para uma parede de tijolos, e sua mãe garante que aquela passagem deve dar ao outro lado do prédio.

Certo dia, sozinha em casa, Coraline não aguenta a curiosidade e pega a chave escondida que abre a porta. Ao abri-la, se surpreende, pois a parde de tijolos sumiu, dando lugar a um corredor escuro. Coraline decide atravessar o corredor e se vê novamente em sua casa. Porém, com algumas coisas um pouco diferentes...

Do outro lado do corredor ela encontra outras pessoas, que dizem ser seus “Outros Pais”, eles são muito parecidos com seus pais de verdade, porém, ao invés de olhos, eles possuem botões negros costurados em suas órbitas. Todos ali tem essa característica em comum. Além disso, seus “Outros Pais” são totalmente atenciosos, o jardim é lindo, há brinquedos incríveis, a comida é mais saborosa, as pessoas não erram seu nome e o gato preto consegue falar. Tudo é perfeito para Coraline, e isso a deixa maravilhada.

Coraline então precisa decidir em que mundo passará o resto de sua vida: o mundo tedioso onde ninguém lhe dá atenção, ou o mundo aparentemente perfeito, onde tem tudo o que deseja. Para viver nesse outro mundo, Coraline precisa trocar seus olhos reais por botões.

Contudo, ela percebe que tudo aquilo talvez não seja tão bom assim, e o que antes era maravilhoso acaba se tornando muito ruim. Coraline não consegue voltar para casa e, para salvar a vida de seus pais, precisa usar toda a sua inteligência numa busca cheia de obstáculos assustadores por objetos que podem lhe explicar exatamente o que acontece nesse estranho mundo. A “Outra Mãe” é muito mais perigosa do que Coraline poderia prever.


O livro é simplesmente incrível. Quando eu li pela primeira vez, aos 13 anos, não sabia direito sobre o que se tratava a história e não conhecia o autor. Mas logo nas primeiras páginas eu me apaixonei pelo livro e ele me prendeu do início ao fim e a cada susto eu gostava mais da história. Hoje, mesmo depois de ter lido muitos outros livros, Coraline continua sendo um dos meus favoritos.

É um livro muito rápido de ler. Além de ser uma leitura extremamente prazerosa, daquelas que você não consegue largar, o livro tem apenas 155 páginas e diversas ilustrações de Dave McKean, que facilita a visualização dos ambientes e dos personagens e dão um toque de misterioso e assustador à história.

 Ela nos deixou aqui  disse uma das vozes.  Ela roubou nossos corações, roubou nossas almas e levou nossas vidas. Deixou-nos aqui e esqueceu de nós na escuridão."
Neil Gaiman conseguiu inserir toques de terror e mistério, além de contar com uma mensagem super bonita sobre valorização, principalmente à família. Apesar de ser considerado um livro infantil, é recomendado para todas as idades. O autor faz com que os leitores queiram encontrar uma porta perdida que leva a um mundo completamente diferente e viver as mesmas aventuras, por mais assustadoras que sejam.

Mesmo contendo poucas páginas Gaiman consegue dar profundidade aos cenários, personagens e enredo, mostrando que é possível escrever uma boa história em poucas páginas.

Coraline é a única obra que li de Neil Gaiman, até agora, e quero muito ler as outras. Se forem tão boas (ou melhores) que Coraline tenho certeza que me apaixonarei pelos livros.

O trabalho gráfico da editora Rocco ficou muito bom. A capa contém detalhes muito lindos e há ilustrações no começo de cada capítulo. As páginas são amareladas e possuem espessura mais grossa que um papel pólen comum. O livro é narrado em terceira pessoa e tem Coraline como ponto de vista principal.

O filme também é muito bom, porém há um personagem que não tem no livro, além do final ser um pouco diferente e haver diferenças em alguns outros detalhes. Mesmo com isso o filme não deixa a desejar. Em ambos (livro e filme) a ideia principal da história são as mesmas. O livro, como sempre, é muito melhor e recomendo o filme para depois da leitura.


Por hoje é isso, pessoal. Até a próxima. ;)
"É sempre mais fácil ter medo de uma coisa que não se pode ver."

2 comentários:

  1. Já assistir o filme, mas nunca li o livro. Amei sua resenha e agora minha vontade aumentou depois de ver essa ilustrações <3
    Beijooos!

    Refúgio da Ju

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! Se já leu, ou quando ler, me diga o que achou, vou adorar saber! :)

      Excluir