terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A ÚLTIMA MÚSICA - NICHOLAS SPARKS


Título: A Última Música
Autor: Nicholas Sparks
Tradução: Marsely de Marco Martins Dantas
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336
Ano: 2010
Nota: 5/5


Hey pessoal, como estão?
Hoje vim trazer a resenha de um livro LINDO que li recentemente: A Última Música, de Nicholas Sparks. Espero que gostem. :) 

"A vida, entendeu, era bem parecida com uma música. 
No começo, há mistério, e no final, confirmação, mas é no meio que reside a emoção e faz com que a coisa toda valha a pena."

A Última Música conta a história de Ronnie (apelido de Verônica), uma adolescente que, ao lidar com a separação dos pais, se rebela contra o pai, pois não entende os motivos que levaram a isso e vê a situação como se seu pai estivesse abandonando a família ao ir embora. Após três anos sem falar com seu pai e sem responder suas correspondências, a mãe de Ronnie a obriga a ir passar as férias de verão na casa de seu pai, junto com seu irmão  mais novo, Jonah.

Quando Verônica chega à casa de seu pai, se depara com ele tocando piano praticamente o tempo todo e vê isso como uma provocação, pois ela costumava tocar e compor com ele antes de sua partida, e após isso jurou nunca mais tocar piano novamente. Por ver a atitude do pai como uma provocação e por estar sendo obrigada a estar ali contra sua vontade, Ronnie se revolta e passa a ficar a maior parte do tempo fora de casa, o que acaba fazendo-a se envolver com pessoas de má influência e que acabam encrencando-a também. 

Conforme a história se desenrola, Ronnie passa a se aproximar mais de seu pai e acaba perdoando-o por tudo, criando novamente uma relação muito forte entre eles. Além disso, ela conhece Will, um garoto rico cujo pai tem muita influência na cidade. Logo de cara Ronnie o julga como metido e superficial, do tipo de garoto com quem ela nunca sairia, mas com o tempo ela descobre que na verdade ele é um rapaz maravilhoso, pelo qual ela acaba se apaixonando. 

Verônica passa por altos e baixos durante o verão, e evolui muito, tornando-se uma pessoa melhor para si mesma e para todos que estão ao seu redor. A jovem rebelde perde o lugar para a nova Ronnie: responsável e querida com todos.

Quando chegou à casa de seu pai, Ronnie não fazia a menor ideia de tudo o que ocorreria em sua vida, desde as coisas maravilhosas que lhe aconteceram até as mais arrasadoras possíveis. 

"Seu último pensamento consciente foi de que algo mais ia acontecer. Apesar dessa sensação sempre prever o pior, ela sabia que isso não era possível, não depois de tudo o que tinham passado."


A última Música é um livro que me prendeu do início ao fim, e que foi se intensificando cada vez mais no decorrer da história. O livro trata-se mais do que apenas sobre o romance de uma adolescente, envolve conflitos, reconstrução familiar e pessoal, evolução de personalidade, a importância do perdão e sobre tudo: o que o amor é capaz de construir de uma maneira impressionante. 

O romance, embora clichê, me encantou bastante e me fez adorar muito o casal. Desde o começo me pareceu meio óbvio o que aconteceria, mas ainda assim houve muitos momentos em que os personagens me surpreenderam de uma madeira muito boa, e é notável a evolução e crescimento da relação dos dois, o que torna a história encantadora. 

"- Me solta! Posso cuidar disso sozinha!
Mas ele não a soltou e, quando ela viu que ele não ia soltar mesmo, caiu em seus braços, e tudo o que fez por muito tempo foi chorar, aninhada em seu abraço."

Em relação à família, não poderia ser melhor. A evolução de Ronnie é algo muito impressionante, os laços familiares que ela cria e fortalece tornam a história ainda mais emocionante, de uma maneira que você consegue sentir os conflitos pelos quais ela passa, e depois a paz que sua mudança emana no enredo. 

O final do livro me surpreendeu bastante, é algo que eu não imaginei que aconteceria e que quando me dei conta do que estava por vir fiquei totalmente aflita (sofri por antecipação durante algumas páginas), e conforme o enredo foi se desenvolvendo, fui sentindo mais ainda o que estava acontecendo, até o momento final, que é avassalador. 

Apesar de contar com um momento de muita tristeza no final do livro, a história acaba com um final feliz, nem tão previsível assim. 

Foi o segundo livro de Nicholas Sparks que eu li, e a única coisa que consigo pensar é que deveria ter começado a ler suas obras muito tempo antes, pois ambas me ganharam muito, e ele se mostrou um autor incrível, capaz de criar histórias repletas de clichês e surpresas. 

Super recomendo este livro a todos, especialmente a aqueles que gostam de romances e/ou de sofrimento literário. haha

"Conversavam por horas e horas. Parecia não haver tempo suficiente no mundo para que pudessem compartilhar tudo o que queriam. 

Por hoje é isso, pessoal, espero que tenham gostado. 
Abraços e até a próxima!

"Quando eu tinha dezessete anos, nem sabia o que era o amor. Mas quando ele é verdadeiro, ele é mesmo, e não há como deixar de percebê-lo."

4 comentários:

  1. Olá, Evy!
    "A Última Música" é meu livro favorito do Nicholas Sparks ❤
    Também me prendeu do início ao fim, amei a história, os personagens a forma que foi narrada... O livro têm um espacinho garantido no meu coração!
    Amei sua resenha, super bem escrita e detalhada. Parabéns.

    Beijo, beijos
    relicariodehistoriasma.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! muito obrigada pela visita e pelo comentário. :)
      Realmente esse livro é lindo!

      Excluir
  2. Sua resenha está linda! Adoro esse livro do Nicholas Sparks, expressa os sentimentos de uma forma tão delicada.
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, obrigada pela visita e pelo comentário!
      Realmente esse livro foi escrito de uma forma muito linda!

      Excluir